search instagram arrow-down

Editorial

Douglas Mota

Não vivemos tempos normais. A humanidade se vê ameaçada pela maior ameaça biológica em tempos. Nós e nossos queridos corremos riscos que se tornam mais apavorantes a cada dia, conforme descobrimos do que o novo coronavírus é capaz de provocar em nossos corpos frágeis. E nessa pandemia-pandemônio, a imprensa e as artes não podem parar, afinal, nunca foram tão necessárias.

O isolamento social é a única alternativa possível contra esse inimigo invisível, e a maioria das pessoas parece entender sua importância, segundo o DataFolha. Imagino que tamanha compreensão, apesar do mau exemplo que vem de cima, se deve em parte à produção contínua de informações de qualidade fornecidas pela imprensa todos os dias. Não à toa, o jornalismo é classificado como atividade essencial pelos governos e não pode parar durante esta quarentena.

O isolamento, porém, pode provocar outros problemas às pessoas. Abrir mão do direito à locomoção é angustiante, mas, felizmente, o tempo ocioso pode ser preenchido com uma infinidade de conteúdo produzido por gente que tenta nos manter sãos. Artistas vêm se reunindo na internet e nas janelas dos prédios para levar algum conforto e alegria a quem precisa ficar em casa.

Esta edição de BaixadaZine, a primeira extraordinária e feita às pressas, é a minha contribuição para essas duas frentes. Informar para evitar o pior e entreter e refletir para não sucumbir.

Analisamos um estudo da Fiocruz e da Fundação Getúlio Vargas sobre o risco de haver uma epidemia no estado do Rio e constatamos que os municípios da Baixada estão na linha de frente da doença, o que só reforça a importância de ficar em casa e respeitar as medidas de isolamento social para atrasar a propagação e não colapsar o sistema de saúde.

Também trazemos um podcast teatral da Cia Uz Outrus, os registros fotográficos da Luh, do @olhardabaixada, e um conto do premiado Jonatan Magella que nos ajuda numa tarefa difícil: traçar horizontes durante o caos.

Boa leitura – de preferência, em casa.

Índice

2. Reportagem: Pesquisa prevê maior risco de expansão da Covid-19 na Baixada

3. Cia de teatro iguaçuana produz ‘radioteatro’ para o isolamento social

4. Galeria: Olhar da Baixada – fotografia

5. Fique atento!

6. Conto: “Fôlego”, de Jonatan Magella

7. Expediente

Navegue pela revista por meio das páginas abaixo ☟

This entry was posted in Revista.
%d blogueiros gostam disto: