search instagram arrow-down

O meu lugar

Lisa Castro

O meu lugar! É Morro Agudo, meu bem
Onde nasci e me criei e que não tem pra ninguém
Onde se acorda bem cedo, dá uma olhada pra Serra
Onde meu Deus com sua mãos tem abençoado essa terra.
Terra, de gente trabalhadora
Que pega o pé de ferro pra servir a patroa
Minha terra tem palmeiras onde cantam o sabiá
E a terra da laranjeira e da Maxambomba

O meu lugar! É Morro Agudo, meu bem
Onde aprendi que ser feliz vai muito mais que além
Ser otimista também ainda com as mazelas
É por em prática os conselhos do líder Mandela
E se portar tal, raízes ao natural
Ensinando aos mais novos o que é essencial
É tanto orgulho que eu não posso deixar de falar
Morreba City, Baixada Fluminense, esse é o meu lugar.

Facebook


Índice – Edição I

1. Aos leitores

2. Poesia: “O Meu Lugar”, de Lisa Castro

3. Reportagem: Você sabe o que significa o nome da sua cidade?

4. Galeria: Douglas Oxy – arte de rua

5. Poesia: “Desabrigo”, de Luizão Bernardo

6. Reportagem: Mesmo sendo o manancial do Rio de Janeiro, rios da Baixada sofrem com falta de saneamento e poluição

7. Poesia: “Rendição”, de Leonardo Rocha dos Santos

8.  Reportagem: Governos e gestores prometeram renovar o sistema de trens urbanos, que tem mais de 150 anos. Veja o que saiu o papel e o que falta para melhorar

9. Galeria: William de Abreu – fotografia

10. Conto: “Prisioneira 54”, de Jacob El-mokdisi

11. Expediente

Navegue pela revista por meio das páginas abaixo ☟

This entry was posted in Revista.
%d blogueiros gostam disto: