search instagram arrow-down

Rendição

Leonardo Rocha dos Santos

Escondi as armas carregadas
No amargo esconderijo das conquistas
Visitei cada  um dos inimigos
Com olhos vermelhos de perdão

Suspirei aliviado cada pranto
Do tanto de esperança que perdi
Com as mãos sujas de vitória
E o peito aberto, exposto ao que vier

Não grito nem suspiro ao que está posto
Se o desgosto vem ferir meu coração
Na saliva um sintoma da matilha
Predadora sintomática da nação

Enquanto as armas carregadas são guardadas
Baixo a guarda e cumprimento o inimigo
Na esperança esquizofrênica de paz
Faço força pra viver o que imagino
Suporto firme e sozinho
O fardo de ser o algoz
E o capataz do próprio destino

Facebook


Índice – Edição I

1. Aos leitores

2. Poesia: “O Meu Lugar”, de Lisa Castro

3. Reportagem: Você sabe o que significa o nome da sua cidade?

4. Galeria: Douglas Oxy – arte de rua

5. Poesia: “Desabrigo”, de Luizão Bernardo

6. Reportagem: Mesmo sendo o manancial do Rio de Janeiro, rios da Baixada sofrem com falta de saneamento e poluição

7. Poesia: “Rendição”, de Leonardo Rocha dos Santos

8.  Reportagem: Governos e gestores prometeram renovar o sistema de trens urbanos, que tem mais de 150 anos. Veja o que saiu o papel e o que falta para melhorar

9. Galeria: William de Abreu – fotografia

10. Conto: “Prisioneira 54”, de Jacob El-mokdisi

11. Expediente

Navegue pela revista por meio das páginas abaixo ☟

This entry was posted in Revista.
%d blogueiros gostam disto: