search instagram arrow-down

Desabrigo

Luizão Bernardo

Este tema é tão vasto eu vos digo
Com quem está essa culpa na verdade
Rico que só olha o próprio umbigo
E sequer pelo irmão sente piedade

Só diz que esse terreno não irrigo
Persegue com hipocrisia e maldade
Retirando-lhe o teto e seu abrigo
Tem posse apenas por pura vaidade

O pobre não percebe que o perigo
Vive na mais completa crueldade
Está em quem cria todo desabrigo

Nesse meu pensamento eu prossigo
Existe aquele que age na perversidade
Transformando o pobre em um mendigo

Jornal Ponto de Vista

This entry was posted in Revista.
%d blogueiros gostam disto: