search instagram arrow-down

A santa hipocrisia

Lírian Tabosa

Falo de um cão, não o de Atenas, Diógenes,
Daquele cão que criamos,
Ou daqueles abandonados,
Soltos pelas ruas.

Certo dia, cão e cadela cruzavam
E com suas cabecinhas opostas
Uma velha senhora protestante
Jogou-lhe pedras e, com a Bíblia na mão,
Ainda queria jogar água fervendo.

Falei com a irmã: – Paz do senhor,
Não faça isso, por favor,
Você nunca transou? Nunca deu? Nem recebeu?
Com um muxoxo ela se retirou

E alguém argumentou:
– Deixe-os em paz, eles cumprem
Um princípio natural divino,
A lei da conservação da espécie
Que existe nos animais.

This entry was posted in Revista.
%d blogueiros gostam disto: